• Hariane Kis

Fila de espera por perícia do INSS em Campinas aumenta 38% em 100 dias e passa a 6,3 mil pessoas age

No início do ano, o número de beneficiários esperando por perícia era de 4.573 pessoas. Previdência Social passou a aceitar em 1 de abril requerimentos específicos sem necessidade de perícia presencial.

Fonte: G1 Campinas e Região


A fila de pessoas que aguardam por uma perícia no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) atingiu a marca de 6.328 em Campinas (SP). O número se refere ao fechamento da primeira quinzena de abril, e representa uma alta de 38% em 100 dias. No dia 5 de janeiro, 4.573 segurados começaram o ano na espera, que se agravou por conta da pandemia da Covid-19.


Em 2020, o atendimento de perícias no INSS ficou suspenso por causa da pandemia, sendo retomado no fim de setembro na cidade. Desde então, o número de pessoas que aguardam o benefício tem aumentado. Em muitos casos há relação com o coronavírus, segundo informou ao G1 o Sindicato dos Trabalhadores em Saúde e Previdência no Estado de São Paulo (SinsPrev). Um dos reflexos é o agendamento, que está sendo feito num prazo de aproximadamente dois meses. "Nós estamos em abril e estamos agendando perícia pra meados de junho, praticamente dois meses e meio para a realização de perícia médica. A gente tem visto bastante caso de Covid nos requerimentos de perícia. Um cenário bem preocupante", aponta o servidor e diretor regional do SinsPrev, Cristiano Machado. O órgão federal informou que " não é possível fazer o cruzamento de segurados que aguardam atendimento e motivo do afastamento (CID), pois essa informação só é registrada após a análise pericial".


Perícia online

O atraso esbarra na pouca quantidade de médicos da área. Dos 18 peritos da unidade da metrópole, localizada na Rua Barreto Leme, na região central, dois estão trabalhando em esquema de teletrabalho com restrições por conta da Covid-19, segundo o órgão federal.


E o volume represados de segurados não é só da metrópole, uma vez que moradores de cidades próximas a Campinas se deslocam para buscar o atendimento. É possível verificar no site do órgão o mapa das agências que estão realizando agendamentos de perícias.


Recentemente, o presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou a Lei 14.131/12 que autoriza o INSS a conceder o auxílio-doença, também chamado de benefício por incapacidade temporária, pela internet. A concessão exige avaliação de documentação médica - atestado e informações complementares - sem a necessidade de perícia presencial. A lei vale até 31 de dezembro de 2021.

"Desde o dia 1º de abril estão sendo aceitos requerimentos nessa modalidade na cidade de Campinas", garantiu o INSS.

Em 2020, algumas perícias chegaram a ter análise de atestado médico online, com a possibilidade de antecipação do auxílio no valor de R$ 1.045 para os casos regulares. A medida vigorou até o fim do ano.






8 visualizações0 comentário
Se interessou por este assunto?

Av. Eng. Luiz Carlos Berrini, n°550 4º Andar, Cidade Monções, São Paulo – SP, CEP 04571-000, tel. (11) 3382-1515